Uma das coisas boas de se viajar é fazer novos amigos e conhecer novos lugares. Me lembro que desde pequeno quando ainda não tinha idade para viajar sozinho eu sempre gostei de viver um pouco de aventuras, seja desbravando e enfrentando a noite feroz “acampado no quintal de casa” ou pegando carona nas histórias em quadrinhos. Nestas viagens sem limites para a imaginaçõa, contando com a companhia de personagens como tio Patinhas e sua turma era possível se desprender da realidade e viajar…
As vezes por outros continentes, outros povos ou até mesmo pelo espaço sideral. Acredito que foi nestas inocentes aventuras de menino, que pouco a pouco foi crescendo em mim o gosto pelo prazer de viajar.
De conhecer o que há depois da próxima montanha, da próxima curva; pois acredito que as viagens são como pontos de reflexão nesta caminhada da vida.
Nos ajudando a parar um pouco da correria do nosso dia a dia, tão cheio de deveres e compromissos onde nem sempre reservamos um espaço só nosso para refletir. As vezes nessa viagem vendo outros povos e outros costumes, alguns novos hábitos são incorporados e outros abandonados, como roupas velhas que já não nos servem mais.
Sempre se reavaliando o que realmente eu preciso para seguir viagem? Para fazer uma boa viagem?
Pois nesta edição convido vocês a pegarem uma carona conosco deixando um pouco a imaginação vagar pelo Andes no Peru, país dotado de uma beleza ímpar. Terra dos antigos incas, que bem antes das chegada dos colonizadores Espanhois já faziam pesquisas na agricultura e conheciam como poucos os mistérios do céu e das estrelas.
Se ainda não gosta de viajar, quem sabe estas aventuras podem inspirar você.
Se você já gosta;
BOA VIAGEM!

Eustáquio Melo

 

Leia o boletim aqui -> Boletim16

4º Trimestre de 2009 – Caminhadas no Peru